segunda-feira, 9 de junho de 2008


13 comentários:

mena m. disse...

Concordo absolutamente que é o nosso dever de pais ensinar os filhos a serem responsáveis pelos seus actos- a melhor lição é o exemplo-!
Decerto há regras a cumprir para que a sociedade possa funcionar, mas essa da "coisa" sexo só ser permitida depois do casamento ...

mena m. disse...

Zé Viajante,

apenas uma sugestão:
não seria possível pores a janela dos comentários a abrir em pop-up para ser possível ter o post presente quando se comenta?

Na presente opção pode-se ter acesso ao texto mas não às fotos e no caso deste post, não é possível ver o texto por se tratar de uma foto.
Se o quizermos fazer lá se vai por água abaixo o que já estava escrito...

Dulce disse...

Este é, infelizmente um problema do nosso tempo que vai perdurar por algumas gerações se olharmos para os nossos próprios umbigos. ACredito que todas as faltas de valores que hoje grassam na nossa sociedade começam exactamente em carências na educação em casa de cada um. Não é apenas nas escolas que se dá a educação às crianças, como alguns parecem pensar. É em casa que se tem de começar, e hoje em dia parece que existe uma desresponsabilização generalizada.
Agora ... essa coisa do "sexo", concordo com a Mena. Também não é ir para a cama com todos só para experimentar e ver como é como parece ser o caso de hoje, mas pensando um pouco antes de o fazer, olhando para dentro de nós mesmos com sentido de responsabilidade ... porque não avançar?

Partilha disse...

Mena:
Li a tua sugestão e já coloquei a janela dos comentários a abrir em pop-up.

mena m. disse...

Obrigada Zé!
É bastante mais fácil e agradável!
Um abraço

mena m. disse...

Escorpião faltou-me perguntar:

e os que nunca se casam, ficam condenados a morrer virgens????

Mas o assunto é bem mais sério do que isso.
Nada tenho contra quem opte por casar virgem, mas uma regra????
Porque é pecado????

Enfim um assunto com muito pano para mangas e já que falo nelas, por associação lembrei-me das tais "camisas" que também até são proíbidas, não por Deus, mas pelos homens!!!!
Pois claro assim até lhes dá mais prazer...

E como todos sabemos que Palavra puxa Palavra e o mesmo se passa com as ideias, lembrei-me também da última reunião a que fui antes de me casar pela igreja.
Foi-nos dito que a "pílula" e os preservativos não são permitidos pela Igreja.
Aí perguntei o que fazer quando já se tem o número possível de filhos, para que lhes possamos garantir uma educação e lhes dar o mínimo indispensável? Como evitar que venham mais?
A resposta veio pronta:
-A partir daí deverás dormir com o teu marido, como se fosse teu irmão!

Sim e depois o meu marido irá procurar uma MULHER fora de casa!
Mas não faz mal, pois tem sempre a hipótese de se confessar...

Como disse dá muito pano para mangas...

Eu ensino aos meus filhos que tenham respeito por si e pelo seu corpo, assim como pela pessoa com quem se envolverem intimamente.
Que tomem as suas precauções para evitarem gravidezes involuntárias e doenças sexuais, faço-lhes ver que independentemente de serem rapazes ou raparigas, a responsabilidade é de cada um e portanto não se deve deixar nas mãos dou outros.
Que o sexo é muito especial e lindo quando se partilha com alguém que amamos, mas que também há experiências sexuais que são traumatizantes, pelo que na minha opinião é melhor ter-se já uma certa maturidade, que não se mede por anos, mas pelo crescimento interior e desenvolvimento da personalidade.
E o resto está nas mãos deles...

mena m. disse...

Nem de propósito!
Acabei de ler uma notícia que diz que um bispo italiano não permitiu que um jovem paraplégico (devido a um acidente de automóvel) e portanto impotente, se casasse pela igreja, com a justificação de que o casamento é uma união inseparável com o objectivo de produzir filhos!

Temos portanto:

Sem casamento não há sexo!
Sem sexo não há casamento!

Que dilema!

escorpião disse...

Mto bem... isto coloca questões bem interessantes!
A mim interessa-me principalmente educar o meu filho no Bem! Bem sei q a questão do sexo antes do casamento é bem polémica... e na realidade acho q ninguém a pratica. E mm dpois do casamento, num divórcio, como é? Aguenta-se até casar novamente?! è das questões mais difíceis com que os líderes das igrejas têm q lidar. Ou talvez não, pq as pessoas não o dizem... Na católica peca-se e vai-se ao confessionário perguntar qtas Avés Marias e Pais Nossos são necessários para resolver a questão, em vez de se pedir, de coração aberto, perdão directamente a Deus! è q ninguém é perfeito...!!!

viajante disse...

Amtes de entrar no tema principal - que não vou comter agora -um esclarecimento:
Tive a ideia do blogue, até agora valeu a pena, mas não administro a partilha. Ela é de todos. E não fui eu que alterei a janela dos comentários porque nem sei como é. Quem o fez não assinou mas apenas por hábito, penso eu.
Afinal a Partilha é de todos.

Dulce disse...

Pronto! fui eu :-( ... Foi assim: para fazer a alteração da janela tive que entrar nas definições do blog e depois de o fazer deixei o comentário a dizer q já estava feito. Só aí reparei que estava a assinar como Partilha. Mas o que é q interessava isso? Ser eu a fazer ou ser o Zé ou outro de nós era a mesma coisa!! O que interessava é q estava feito.
Tudo esclarecido??? :-)

mena m. disse...

Pensei que tivesse sido o Zé,pois foi a quem pedi,e por isso lhe agradeci, mas na realidade é igual quem foi. Eu não o posso fazer pois só tenho acesso às mensagens e a desistir de ser co-autora.
Obrigada Dulce e assim fica correcto!
Um abraço a todos!

Partilha disse...

Assumir a responsabilidade, pois claro.
E polémica(saudável) à parte
(sexo antes ou depois) é bom saber que há pais responsáveis e atentos.

(Um beijo grande para o JT)

Partilha disse...

Dulce,
acabei de verificar que se entrar pelo partilha tenho pleno acesso ao blog.Se entrar pelo meu blogger só posso postar, como acima referi.
Isto porque não tinha percebido porque dizias que todos o podiam ter feito. Agora fiquei esclarecida!
Às vezes sou mais lenta...:-))

Beijinho