terça-feira, 2 de setembro de 2008

Protector solar*

Senhoras e senhores da turma de 99
Usem protector solar... Se eu pudesse dar um conselho em relação ao futuro, diria: usem protector solar. Os benefícios, a longo prazo, foram cientificamente provados.

Os outros conselhos que dou baseiam-se unicamente na minha própria experiência. Desfrutem do poder da beleza da vossa juventude. Ou então esqueçam, pois só vão compreender o poder e a beleza da vossa juventude quando já tiverem desaparecido.
Mas acreditem em mim, dentro de vinte anos verão as vossas fotos e compreenderão, de uma forma que não podem compreender agora, quantas oportunidades vos foram dadas e como eram realmente fabulosos.
Não são gordos como imaginam.
Não se preocupem com o futuro, ou preocupem-se, se quiserem, mas sabendo que a preocupação é tão eficaz quanto tentar resolver uma equação de álgebra a fazer o pino ao mesmo tempo.
É quase certo que os problemas que realmente têm importância na vossa vida são aqueles que nunca vos passaram pela cabeça… Como aqueles que vos apanham às quatro da tarde de uma qualquer terça-feira ociosa.
Todos os dias, façam alguma coisa que seja assustadora.
Cantem. Não tratem os sentimentos alheios de forma irresponsável. Não tolerem aqueles que agem de forma irresponsável em relação a vós. Relaxem. Não percam tempo com a inveja. Algumas vezes ganharão e outras perderão.
A corrida é longa e, no final, têm que contar apenas convosco.
Lembrem-se dos elogios que recebem. Esqueçam os insultos.
(E se o conseguirem, digam-me como o fizeram).
Guardem as cartas de amor.
Deitem fora os velhos extractos bancários. Estiquem-se.
Não se preocupem só porque ainda não sabem o que querem da vida. As pessoas mais interessantes que conheço não faziam ideia aos 22 anos, do que fariam da vida. E algumas aos 40 anos ainda não sabem.
Talvez se casem, talvez não. Talvez tenham filhos, talvez não.
Talvez se divorciem aos 40 ou talvez dancem uma valsa quando tiverem 75 anos de casamento.
O que quer que façam… não se orgulhem nem se critiquem em excesso. Todas as vossas escolhas têm 50% de possibilidades de dar certo, como as escolhas de todos os demais.
Aproveitem o vosso corpo da maneira que puderem, e não tenham medo dele ou do que outros pensem dele. O vosso corpo é o vosso maior instrumento. Dancem. Mesmo que só o possam fazer na sala de estar.
Leiam sempre as instruções, mesmo que não as sigam.
Não leiam revistas de beleza, só vos farão sentir-se feios.
Saibam entender os vossos pais, não sabem a falta que vão sentir deles. Sejam agradáveis com os vossos irmãos, eles são o maior vínculo com o vosso passado e aqueles que, no futuro, provavelmente nunca vos deixarão sós numa aflição.
Os amigos vão e vêm, mas há um punhado deles, precioso, que devem guardar com carinho.
Trabalhem para transpor os obstáculos geográficos e da vida, porque, quanto mais envelhecerem mais precisam das pessoas que conheceram na juventude.
Morem na capital, mas mudem-se antes que a cidade vos transforme numa pessoa dura. Ou morem no campo, mas mudem-se antes de se tornarem em pessoas lânguidas.
Viajem.

E aceitem certas verdades eternas:
Os preços vão subir sempre; há políticos corruptos; vocês também vão envelhecer.
E quando isso acontecer, vão fantasiar que, quando eram jovens, os preços eram acessíveis, os políticos eram nobres de alma e as crianças respeitavam os mais velhos.
Respeitem as pessoas mais velhas. Não esperem apoio de ninguém. Talvez tenham reforma. Talvez tenham um cônjuge rico. Mas, nunca sabem quando tudo isto pode desaparecer.
Tratem bem do vosso cabelo. Senão, aos 50 anos vão ter a aparência de 100.

Tenham cuidado com as pessoas que vos dão conselhos, mas sejam pacientes com elas. Os conselhos são uma forma de nostalgia, uma forma de resgatar o passado, de o tirar do caixote do lixo, limpá-lo e esconder as partes feias ao reciclá-lo por um preço maior do que realmente vale.

Mas, acreditem em mim quando eu falo no protector solar.


*Baz Luhrmanm, em Everybody's Free (To Wear Sunscreen)

8 comentários:

O QUATORZE disse...

Boa Tarde
Ia passando e mais uma vaz parei um pouco, tem razão
Amizade
Luis

O Profeta disse...

Onde acaba a terra e começa o Mar
Há um lugar onde vive a ilusão
Repousa na madrepérola das conchas
Com a forma de um coração

Onde as giestas se agarram à areia
Onde as pedras têm diadema de algas
Onde o Mar conta histórias longínquas
Onde as vagas soltam distantes mágoas


Bom fim de semana


Mágico beijo

legivel disse...

...gosto de te ler aqui Raquel, como já gostava de te ler antes.

Acreditaria em ti (ou no protector solar?) quando queimava o corpinho.
Mas isso foi no tempo do "porquinho"...

Risos e um beijinho grande.

Raquel V. disse...

O quatorze
"Ia passando e mais uma vez parei um pouco"
É bom :) é pararem
Quando me ofereceram a música por causa da letra achei que fazia imenso sentido. Ou gostei do sentido porque me fazia jeito a mim. :) Seja uma ou outra razão...
"acreditem em mim quando eu falo no protector solar"
Com amizade

O profeta
"Onde acaba a terra e começa o Mar
Há um lugar onde vive a ilusão"
por isso mesmo o oceano é viciante... nunca poderia abandoná-lo... é mágico!

Legível
Os tempos do "porquinho" que saudades eu tenho...
O mundo dos blogues é como o real... é pequeno, todos se encontram em encruzilhadas... e porque somos humanos ambos acabam por ser apenas e simplesmente reais.
Beijos

O Profeta disse...

Olá Raquel, passei para te reler e deixar-te um beijinho...

Fa menor disse...

Ok!
em vez de protector solar prefiro enfiar-me na sombra... lol

Beijinhos

Bichodeconta disse...

Ainda sou pior que a fá menor..Eu fico na sombra e uso protector solar.. E não eu ando sempre a cuscar no blog do eremita e vejo lá esta ligação , venham mais cinco.. Agora fiquei tão contente de encontrar aqui a Dulce que nunca tinha percebido fazer parte deste lugar de que tanto gosto..Mea culpa mea culpa, mea máxima culpa. Tinha saudades de a ler..um beijinho, ell

Raquel V. disse...

Profeta
Obrigada pela "releitura" :)
Bj

Fa menor e Bichodeconta
Tirando algumas parvoíces que já fiz na minha vida, em questões solares, a verdade é que ainda pouca gente conhecia os protectores solares 30 e eu já usava... além de que sombra para mim é essencial.
Mas e aqueles fins de tarde na praia quando o calor já não aperta e finalmente podemos sair da concha? Que me dizem...?
Beijos